segunda-feira, 11 de julho de 2011

São João do Peti ocorreu no período de 15 a 21 de junho


Além do grande evento que aconteceu no Parque de Exposições, no período de 23 a 27 de junho, o São João de Ilhéus deste ano também foi fortalecido por inúmeras festas promovidas por escolas, centros comunitários e projetos diversos. Um desses eventos foi realizado pelo Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti), envolvendo cerca de mil crianças e adolescentes, na faixa etária dos 6 aos 15 anos.
De acordo com a facilitadora de cultura Márcia Filgueiras, a festa foi realizada nos 14 pontos de atuação do Peti. “Aproveitamos o São João deste ano para trabalharmos alguns temas relacionados ao Estatuto da Criança e Adolescente. Além disso, também enfatizamos diversos aspectos ligados às festas juninas, como origens, costumes, danças e comidas típicas”, comenta.
Em Ilhéus, o Peti beneficia mil crianças e adolescentes, na faixa etária de 6 a 15 anos, com ações que oportunizam benefícios diversos, como acesso à escola, saúde, alimentação, esporte, lazer, cultura e profissionalização, além de inúmeras ações voltadas para a convivência familiar e comunitária. Atualmente, o programa encontra-se presente nas seguintes localidades da sede e do interior de Ilhéus: Teotônio Vilela, N. S. da Vitória, Nelson Costa, Alto do Mambape, Couto, Santo Antônio, Barra, Aritaguá, Salobrinho, Banco da Vitória, Japu, Vila Cachoeira, Conquista e Alto do Coqueiro.
          O Peti articula um conjunto de ações visando à retirada de crianças e adolescentes de até 16 anos do trabalho infantil, exceto na condição de aprendiz a partir de 14 anos. O trabalho compõe o Sistema Único de Assistência Social (Suas) e tem três eixos básicos: transferência direta de renda a famílias com crianças ou adolescentes em situação de trabalho, serviços de convivência e fortalecimento de vínculos para crianças/adolescentes de até 16 anos. Tudo isso somado a um processo de acompanhamento familiar através do Centro de Referência de Assistência Social e Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas).

Nenhum comentário:

Postar um comentário