segunda-feira, 18 de julho de 2011

Professores locais no Projeto Progressão


Cerca de 30 professores da rede municipal de ensino em Ilhéus participaram na última quinta-feira (14) no salão nobre do Palácio Municipal de mais uma oficina do Projeto Progressão. Esta nova proposta pedagógica desenvolvida pela Secretaria de Educação contempla alunos que não se enquadram na faixa ciclo/idade, método aplicado em todas as escolas da rede municipal em substituição às chamadas séries e que seguem determinações do Ministério da Educação. Durante as oficinas, os professores desenvolvem atividades lúdicas, a exemplo de jogos, músicas, etc.
Lançado em abril deste ano no município, o Progressão tem sua proposta pedagógica baseada no método fônico, que trabalha os sons das palavras, e vem sendo aplicado em cerca de 60 classes de escolas da rede municipal que possuem alunos nesta situação, explicou a coordenadora do projeto, Édila Soares. “Todo o conteúdo desenvolvido em sala de aula conta com o suporte de atividades lúdicas, para facilitar o processo de alfabetização desses estudantes”. Ainda segundo Édila Soares o projeto Progressão é voltado apenas para alunos do ciclo II fase III (antiga 2ª série), “já que foi elaborado a partir das observações feitas pela equipe pedagógica e de resultados da rede, que apontaram número significativo de alunos repetentes nesta fase”.
          Durante as oficinas, o desenvolvimento da consciência fonológica, da base alfabética e o raciocínio lógico são alguns temas trabalhados. Para a professora Edvaldo Maria dos Santos, docente da escola municipal professor Osvaldo Ramos, a nova metodologia de ensino já vem rendendo bons resultados em sala da aula. “Os alunos estão mais disciplinados e o rendimento tem melhorado significativamente”. Outra participante das oficinas, a professora Rosângela Fernandes Moura, que também ensina na Escola professor Osvaldo Ramos, também elogiou o projeto. “Esta iniciativa se adequa à realidade dos alunos, que já estão passando a ter um maior interesse e curiosidade em aprender”. 
        Na opinião da secretária de Educação de Ilhéus, Lidiney Campos, o sucesso do projeto está vinculado ao comprometimento dos professores na aplicação desta metodologia, “que auxilia o professor no planejamento de atividades que vão facilitar as pré-aptidões para o desenvolvimento da base alfabética até a descoberta da chave para a decifração da leitura e escrita”. Este ano, a Secretaria de Educação lançou o primeiro de uma série de cinco “Cadernos de Progressão”, material de referência utilizado em sala de aula pelos professores. As oficinas seguem até o fim deste ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário