sexta-feira, 22 de julho de 2011

Governo quer rápida solução para situação da Ferrovia Oeste Leste


Em relação ao andamento da obra de construção da Ferrovia da Integração Oeste Leste (Fiol), o Governo da Bahia, por meio da Casa Civil, esclarece que o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) solicitou à Valec providências em relação à execução de programas básicos ambientais para construção da ferrovia.
             O empreendimento obteve Licença de Implantação dos trechos compreendidos entre o município de Caetité a Ilhéus, do qual constou que a execução da obra física deveria ser realizada juntamente com os programas ambientais para minimizar os efeitos da obra no meio ambiente.
             O Ibama em recente ação de fiscalização de rotina observou que se faz necessária a execução dos programas ambientais e solicitou à Valec providências, não havendo sido lançado auto de embargo. Os procedimentos solicitados já foram aprovados pelo Ibama e não demandam um longo tempo para a sua adequação, necessitando apenas sua implementação.
              O Estado da Bahia tem pedido empenho da Valec para que se efetue os programas ambientais e acredita que isso seja feito num curto espaço de tempo.
FIOL  - A Ferrovia da Integração Oeste Leste tem extensão total de 1.516 quilômetros, entre os municípios de Figueirópolis (TO) a Ilhéus (BA), com investimento total na ordem de R$ 4,2 bilhões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário