quinta-feira, 21 de julho de 2011

Nota Fiscal foi foco de seminário

Cerca de 100 pessoas, entre contadores e representantes de empresas prestadoras e tomadoras de serviço da Prefeitura de Ilhéus participaram durante toda a manhã de ontem (20) do seminário de Nota Fiscal Eletrônica Municipal. Realizado no auditório da Faculdade Madre Thaís, o evento foi promovido pelo Setor de Tributos da Secretaria da Fazenda do município e pela empresa E&L Produções de Software e teve como palestrante o técnico da empresa Webert Bonow.
             O intuito do evento, segundo explicou o Supervisor de Administração Tributária do município, Adriano Sales, foi promover maiores informações sobre o sistema de Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e), que já vem sendo implantando em vários municípios do país visando proporcionar maior agilidade e segurança ao serviço de emissão de notas fiscais. “Como utilizar de maneira correta, mecanismos e recursos do sistema, entre outros esclarecimentos são o foco da palestra”, assegurou.
            O sistema de emissão de notas fiscais foi implantando em Ilhéus no início deste ano, após a publicação do decreto n° 125 de 27 de dezembro de 2010. A Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e) é um documento digital, emitido e armazenado eletronicamente, com o intuito de documentar as operações de prestação de serviços, com autorização de uso fornecida pela Divisão Tributária da secretaria municipal da Fazenda. Para disponibilizar o serviço foi criada uma equipe específica de técnicos que atua no setor tributário, localizado no térreo do Palácio Paranaguá, sede do governo municipal.
          No documento constam informações importantes como o código de verificação de autenticidade; data e hora de emissão; identificador do prestador de serviços e do tomador de serviços; discriminação do serviço, valor total da NFS-e, entre outras informações. A utilização da Nota Fiscal de Serviços Eletrônica deverá ser requerida pelo contribuinte à Supervisão de Administração Tributária do Município, nos termos e prazos do cronograma estabelecidos no decreto, em vigor desde o dia 27 de dezembro do ano passado e publicado no dia 29 do mesmo mês no site do Diário Oficial Eletrônico: www.ilheus.ba.io.org.br.
           Redução dos custos de talonário e sua impressão, custos de aquisição de papel e de armazenamento de documentos estão entre os benefícios gerados pela implantação da NFS-e em Ilhéus e explanados durante a palestra. “A nota fiscal de serviços eletrônica também elimina a AIDF e a escrituração eletrônica dos livros fiscais, possibilita maior agilidade ao trabalho do contador, assim como maiores recursos para o gerenciamento das notas fiscais emitidas e recebidas”. A eliminação de erros de cálculo, preenchimento e registro de documentos de arrecadação, além de incrementar a renda do município também foram outros benefícios pontuados pelo supervisor de Administração Tributária, Adriano Sales.
           Atualmente, o município conta com 700 empresas cadastradas em seu sistema de NFS-e. Para cadastrar a empresa junto ao sistema de Nota Fiscal de Serviços Eletrônica o empresário interessado deve apresentar o número do CNPJ da empresa e um endereço de e-mail no setor de Tributos, no horário das 12 às 18 horas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário