terça-feira, 19 de julho de 2011

Números apontam crescimento econômico


O prefeito de Ilhéus, Newton Lima, comemorou os resultados de crescimento do Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) em 41,49%, divulgados pelo Governo do Estado. Os números demonstram que o município se diferencia bastante de outros municípios, a exemplo de Itabuna (12,70%), Vitória da Conquista (12,66%), Camaçari (-0,57%), Feira de Santana (17,25%) e Barreiras (-8,03%) e Salvador (1,18), em relação aos anos de 2009 e 2010.
Além do resultado do crescimento do ICMS, o prefeito ressalta que, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Ilhéus, mesmo perdendo uma parte do território para municípios circunvizinhos e, consequentemente, a diminuição de 17% da população, teve um incremento na economia na ordem de 49,55% de rendimentos na família, no período de 2000 a 2010, conforme apresentado no censo.
Esses dados foram divulgados pelo jornal “O Estado de São Paulo”, na edição da última sexta-feira (15). Os resultados apresentados por Ilhéus se diferenciaram do crescimento dos demais municípios, que estavam correlacionados com o aumento nos rendimentos e no número de habitantes nos últimos 10 anos. Outro dado que diferencia Ilhéus dos outros municípios é não estar localizada às margens de grandes rodovias federais.
           Na análise de Newton Lima, Ilhéus reagiu positivamente às adversidades que se abateram na economia regional, sobretudo com a instalação da vassoura-de-bruxa, que praticamente dizimou a economia regional. “Agora, estamos experimentando uma fase de desenvolvimento, com a implantação de novas matrizes econômicas, com base na agricultura, indústria, comércio e serviços, e estamos sendo bem sucedidos, conforme apontam os estudos”, aponta.
            Outro importante instrumento de desenvolvimento, na opinião do prefeito, é a implantação de megaempreendimentos, a exemplo do Complexo Intermodal do Porto Sul, da Zona de Processamento e Exportação (ZPE), Terminal Pesqueiro, dentre outros projetos. “Ao lado disso, temos a recuperação da cacauicultura, com as tecnologias aplicadas pela Ceplac, que vem demonstrando resultados altamente positivos, haja vista a alta produtividade e o crescimento de cerca de 40% na produção anual”, explica.
              Todos esses fatores, segundo Newton Lima, faz com que a economia seja irrigada com novos investimentos, notadamente no setor industrial não poluente, como o Polo de Informática, e os setores de serviço, que tem como carro-chefe o turismo. “A cada novo ano temos presenciado o aumento do número de turistas, sejam eles de veraneio, de cruzeiro, ou de eventos como o são João, ajudando a aquecer as vendas no comércio. Estamos em permanente contato com as operadoras e neste verão os bons resultados serão ampliados ainda mais”, ressalta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário