sexta-feira, 22 de julho de 2011

Conferência do Emprego e Trabalho Decente


O primeiro e mais importante passo rumo à consolidação de políticas públicas voltadas para as áreas de trabalho, emprego, esporte e renda voltadas para Ilhéus foi dado na manhã de ontem (21) com a realização da I Conferência Municipal de Emprego e Trabalho Decente. Promovido pela secretaria municipal de Assistência Social e Trabalho, o evento foi realizado no auditório da Justiça Federal, centro da cidade, e prestigiado pelo secretário de Estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Nilton Vasconcelos, pela deputada estadual Ângela Sousa, vice-prefeito Mário Alexandre, entre outras autoridades.
               Cerca de 180 pessoas, entre representantes e colaboradores dos órgãos que compõem o sistema de Assistência Social e Trabalho no município participaram da abertura do evento que tem como foco o trabalho decente. Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT) o trabalho decente é um trabalho produtivo e adequadamente remunerado, exercido em condições de liberdade, equidade e segurança, sem quaisquer formas de discriminação, e capaz de garantir uma vida digna a todas as pessoas. O encontro faz parte da preparação para a 3ª Conferência Estadual de Emprego e trabalho Decente, que será realizada nos dias 22 e 23 de setembro, em Salvador.
            A mesa de abertura dos trabalhos também teve como integrantes o vereador Marcus Flávio; o representante da sociedade civil organizada, Waldemir Santos Corrêa; o presidente do Sindicato dos Bancários de Ilhéus, Rodrigo Cardoso; do representante do Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC-Ilhéus), Jamil Ocké,e do representante do Hospital Geral Luís Viana Filho, Gustavo da Silveira. Ao abrir oficialmente o evento, o secretário municipal de Assistência Social e Trabalho, Emenson Silva, deu as boas-vindas ao público, ao tempo que lembrou o grande desafio que o município tem pela frente. “Ilhéus vem se transformando, graças ao trabalho realizado pelas equipes do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) junto às comunidades, porém, sabemos que muito ainda precisa ser feito para aumentar a oferta de emprego e renda principalmente para os jovens”.
          A coordenadora do Agenda Bahia do Trabalho Decente, Patrícia Lima, proferiu palestra sobre as ações desenvolvidas pelo órgão e destacou a erradicação do trabalho escravo e do trabalho infantil como eixos prioritários do Comitê Gestor do Agenda Bahia. “Gerar mais e melhores empregos, com igualdade de oportunidade e tratamento é uma das metas a alcançar”. Emenson Silva lembrou que esta é a oportunidade ideal para discutir o sistema normativo para a aplicação de políticas públicas e consolidá-las junto ao Governo do Estado, buscando oferecer mais cursos profissionalizantes aos jovens e promover outras ações de fomento ao emprego e à renda.
           Em sua programação, a primeira Conferência Municipal de Emprego e Trabalho Decente contou ainda com a formação de grupos de trabalho, plenária para as apresentações das propostas e escolha de 10 delegados que participarão da Conferência Estadual. Ao todo, 77 municípios já realizaram suas conferências.

Nenhum comentário:

Postar um comentário