segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Seguem negociações com Samu




O prefeito Newton Lima recebeu em seu gabinete, no Palácio de Paranaguá, na manhã de ontem (28), representantes do sindicato dos médicos do Samu de Ilhéus. A reunião teve o objetivo de dialogar sobre as reivindicações da categoria, mantendo uma postura de entendimento. Além do prefeito, estavam presentes ao encontro o procurador-jurídico Ricardo Machado, os médicos Luciano Sampaio, Archibaldo Barreto e Teobaldo Magalhães, membros da comissão de negociações do Sindicato dos Médicos, o presidente da Câmara, Edivaldo Nascimento (Dinho Gás) e a bancada de oposição composta pelos edis, Alzimário Belmonte (Professor Gurita), Jailson Nascimento, Tarcísio Paixão, Gilberto Souza (Bel do Vilela), Reynaldo Oliveira (Zé Neguinho) e Valmir Freitas.

Entre as reivindicações apresentadas estão a melhoria das condições de trabalho na unidade do Samu, manutenção e substituição das ambulâncias e a falta de alguns materiais de consumo. Newton Lima informou que o secretário Jorge Arouca se encontra em Salvador onde teve ontem reunião com o secretário Jorge Solla, a fim de tratar sobre a situação da saúde em Ilhéus, inclusive envolvendo o Samu.
Outra reivindicação é o pagamento do adicional de insalubridade e o prefeito informou que já contratou uma empresa para realizar estudo no sentido de verificar as condições legais. E caso seja positivo, definir o percentual a ser pago. Além disso, o prefeito, juntamente com o secretário da Saúde e o presidente da comissão, estuda o pagamento de gratificação de emergência, através de proposta que será apresentada pelo município ao sindicato até terça-feira (1º).
Quanto à concessão das férias, a comissão de negociação do sindicato propôs um escalonamento dividido em dois grupos com sete médicos cada, que a partir de março revezariam em períodos distintos de quatro meses. O prefeito assegurou que irá analisar as propostas feitas pelos servidores, juntamente com a Procuradoria Jurídica do Município, assegurando todas as que tiverem amparo legal.
Assim, os médicos aguardarão o posicionamento da secretaria estadual da Saúde, que está sensibilizada e se propõe a apoiar na solução dos problemas. O prefeito salientou as dificuldades geradas pelo atraso no repasse dos recursos federais e estaduais referentes ao custeio do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), fato que vem ocorrendo em diversas cidades brasileiras. Sem receber essas verbas há três meses a prefeitura está arcando todo o custeio com recursos próprios. 
Newton Lima considerou a reunião o sindicato um grande avanço nas negociações e ficou agendada uma próxima reunião entre o governo municipal e o sindicato dos médicos para esta terça-feira (1º). Já o vereador Jailson Nascimento Segundo o vereador Jailson Nascimento, afirmou que o grupo de oposição estará sempre a disposição dos trabalhadores e que iniciativas como esta servem para buscar melhorias e fazer com que o povo veja o empenho dos vereadores na luta por uma Ilhéus melhor

Nenhum comentário:

Postar um comentário