quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Manifestação dos médicos do Samu está mantida para hoje


dezembro do ano passado nas próximas horas, os médicos do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) de Ilhéus confirmaram para hoje (27) à tarde uma manifestação na porta do Palácio Paranaguá, sede do governo municipal. O pagamento dos salários atrasados é apenas um ítem numa extensa lista de reivindicações, segundo informou em nota oficial o Sindicato dos Médicos da Bahia.
Apesar da promessa feita pela secretário municipal da Saúde, Jorge Arouca, em pagar os salários de A manifestação ocorrerá às 15 horas e o sindicato garante que, caso as reivindicações não sejam atendidas em sua totalidade, a categoria vai parar, por tempo indeterminado, a partir de 1º de fevereiro. Os médicos do Samu reivindicam reajuste salarial de quase 100 por cento, insalubridade de 40 por cento sobre o salário-base, adicional noturno, um Plano de Cargos e Salários, melhores condições de trabalho, atualização dos recolhimentos do INSS e do FGTS, segurança policial permanente na sede do Samu, melhoria na qualidade da alimentação, manutenção das viaturas e reposição de materiais e medicamentos.
De acordo com o Sindicato dos Médicos, parte destas reivindicações fintegra uma lista aprovada em abril do passado pelo prefeito de Ilhéus, Newton Lima, mas que deixaram de ser cumpridas pelo governo municipal. "O movimento dos médicos retomou suas reivindicações atualizando algumas pautas e reafirmando reivindicações antigas", justifica a nota emitida pelo sindicato da categoria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário