quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Editorial:


Os partidários do atraso
Certa feita, inspirado certamente em suas divagações sobre a realidade que o cercava, o grande Willian Shakespeare afirmou: “Há mais mistérios entre o céu e a terra do que sonha a nossa vã filosofia”.  O que o grande escritor inglês quis dizer quando proferiu tal célebre frase? Cada um entende do jeito que pode, nós, cremos que ele quis falar que nem tudo que existe já foi devidamente mensurado e identificado pelos olhares e sentidos infalíveis das ciências. Mas vamos além, e focaremos tal análise especificamente nos seres humanos. Será que o ser humano é capaz de nos surpreender, tendo como base um possível entendimento, ante a sua postura no dia a dia?  Não pestanejamos em afirmar que sim. Ninguém é tão previsível o bastante pra que não venha a tomar alguma atitude que surpreenda a todos, seja positiva ou negativa. A mente humana é um grande mistério a ser decifrado. E bota mistério nisso. Nenhuma ciência foi capaz de definir com precisão como os nossos cérebros processam idéias e pensamentos. É algo que foge à nossa compreensão. Um pacato bom samaritano, de um dia para o outro pode surpreender sua família com uma atitude inesperada, da mesma forma que um maluco convicto pode vir a se tornar uma pessoa centrada e confiável.
Mas enfim, como afirmamos, o ser humano tem a grande capacidade de nos surpreender cada vez mais. E em Ilhéus isso não vem fugindo a regra. Infelizmente. Graças a um grupo de pessoas que vem tomando posturas que a priori, desafiam o bom senso e flertam profundamente com a plena imbecilidade. É óbvio que cada um tem o livre arbítrio de defender e se posicionar a favor ou contra qualquer coisa que bem entender. Mas existem certas posturas que se evidenciam como altamente contraditórias e de fundamentação totalmente questionável. E um exemplo para isso é a mobilização que está havendo por parte de alguns supostos ilheenses, contra a instalação de uma loja de uma grande rede de supermercados no bairro do Pontal. Segundo tais pessoas, a presença do supermercado irá colocar em risco a tranqüilidade do local. Era o que faltava.
Vejamos, com grande constância nos utilizamos desse espaço para afirmarmos que Ilhéus necessita de vagas de emprego, que o tráfico de drogas segue recrutando cada vez mais jovens para o mau caminho, etc. E, pelo que nos consta, trabalhar, e viver dignamente é o que muitos desejam. Como meia dúzia de pessoas pode ousar ser contra a algo que no mínimo irá propiciar trabalho para muitos ilheenses? O que quer esse grupo de pessoas, explicitamente, sem muita noção? Querem que as pessoas sigam sem perspectivas de adentrarem no mercado de trabalho e sigam optando pelos caminhos da marginalidade? Será que se acham mais importante do que a grande parcela de pessoas pobres que vivem por aqui? Prestemos atenção nessas pessoas e que fiquemos atentos, pois, os seus caprichos podem representar grandes prejuízos para a cidade. Estamos de olho em vocês.

Nenhum comentário:

Postar um comentário